Um homem anda em uma sala de servidores

Hosting clássico de sistemas legados de TI

Os sistemas legados continuam fazendo parte da TI das empresas. O hosting pode ser clássico, no local, ou no datacenter do provedor

Hosting clássico de sistemas legados de TI

Os sistemas legados de TI persistem. Estas infraestruturas antigas de TI já deveriam ter desaparecido há muito tempo, se os defensores da nuvem tivessem razão. Tanto eles quanto os mainframes ainda são insistentes e as empresas precisam continuar lidando com o hosting, a manutenção e a conservação. Assim, quem opera uma infraestrutura de sistema legado também precisa de parceiros de TI que disponibilizem datacenters para infraestruturas clássicas de TI.

Os sistemas legados ainda desempenham um papel importante

Fileira de quadros de distribuição em uma sala de servidor

De acordo com o estudo Lünendonk 2019 "Fit für die Transformation" ("Pronto para a transformação"), os sistemas legados ainda não caíram em desuso, apesar da pressão da transformação digital. Assim, 13% das grandes empresas e grupos médios entrevistados para o estudo ainda não planejam uma modernização de sistemas legados e outros 30% planejam desenvolver uma estratégia para a conversão nos próximos um a dois anos. Outro fato interessante, de acordo com o estudo Lündedonk, é que cerca de metade das empresas entrevistadas ainda não utiliza nenhuma estratégia de Cloud First.

A nuvem não funciona sempre

Qual é o motivo para a “morte lenta” dos sistemas legados? Uma resposta são os sistemas ERP, que estão profundamente entrelaçados com os processos corporativos em grandes empresas e corporações e que foram desenvolvidos ao longo dos anos para atender às necessidades específicas da empresa. Frequentemente, estes sistemas ainda são executados em sistemas legados e não podem ser facilmente substituídos por soluções em nuvem.

A modernização de sistemas legados é demorada

Outro estudo da IDG Research mostra que a quantidade de computadores de grande porte (mainframes) ainda é grande. De acordo com o estudo "Legacy-Modernisierung 2018" ("Modernização de sistemas legados 2018"), mais de dois terços das empresas entrevistadas ainda contam com mainframes na TI em seus datacenters. Um quinto das empresas pretende substituir seus mainframes existentes em curto ou médio prazo, enquanto 46% pensam nesta possibilidade mais em longo prazo. Por fim, 22% pretendem manter seus mainframes em longo prazo e 8% ainda não tomaram uma decisão.

O fim dos sistemas legados ainda não está próximo

33%

dos entrevistados não estão planejando uma modernização de sistemas legados no momento, ou só pretendem desenvolver uma estratégia nos próximos dois anos.

52%

dos entrevistados ainda não desenvolveram nenhuma estratégia de Cloud First.

63%

dos entrevistados ainda possuem uma infraestrutura clássica.

33%

dos entrevistados vão investir pesado na orquestração de soluções de nuvem e soluções no local até 2021.
Estudo Lünendonk 2019 "Fit für die Transformation"

Hosting clássico

Vista a partir de cima de um técnico à frente de uma fileira de armários de servidor

A T-Systems disponibiliza servidores, armazenamento e serviços de backup para aqueles que continuam confiando no sistema legado de TI ou ainda estão planejando uma transição gradual para a nuvem. Em locais dos clientes e nos datacenters T-Systems TwinCore com certificação DIN/ISO-27001, nós operamos servidores x86 com Linux e MS Windows, bem como servidores Unix com IBM AIX. Os datacenters da T-Systems atendem às diretrizes de conformidade das leis alemãs e europeias de proteção de dados e estão de acordo com todos os padrões de segurança de TI predefinidos, com uma disponibilidade mínima de 99,8%.

Potência de computação em todos os níveis

Nós verificamos as configurações de servidor disponibilizadas como padrão trimestralmente, com base em pedidos, gerações de hardware mais recentes dos fornecedores e análises de mercado.

Mistura de sourcing de hosting clássico e nuvem

Mais cedo ou mais tarde, as empresas irão transferir ou querer transferir a maior parte de sua infraestrutura de TI para a nuvem. Para isso, a T-Systems oferece várias opções para expandir o hosting clássico com soluções de nuvem privada e pública para estruturas de nuvem híbrida, múltiplas nuvens ou nuvem do futuro. Como a T-Systems oferece, além da própria oferta de nuvem pública Open Telekom Cloud com base OpenStack, serviços gerenciados para AWS e Azure, as infraestruturas de TI não têm limites.

ESARIS minimiza o risco para a segurança

Enquanto uma arquitetura de segurança corporativa (ESA, Enterprise Security Architecture) descreve as medidas de segurança de uma empresa, a ESARIS (Enterprise Security Architecture for Reliable ICT Services) se refere à arquitetura de segurança concreta de provedores de serviços ICT. A coleta abrangente de documentos torna os serviços ICT da T-Systems seguros e confiáveis – desde o design até a operação e a continuação do desenvolvimento. Para isso, a coleta abrange diretrizes globais, conceitos gerais e instruções concretas de trabalho para todas as áreas do gerenciamento de segurança:

  • Gerenciamento de riscos 
  • Gerenciamento de serviços
  • Datacenters, redes, locais de trabalho

O que o ESARIS oferece

Um homem de negócios sorridente olha para fora da janela
  • Fácil participação em contratos:
    conceito de segurança abrangente, comprovado e transferível para todos os setores e empresas. 
  • Criação de oferta facilitada:
    informações detalhadas sobre padrões e medidas de segurança dos serviços ICT disponibilizados. 
  • Minimização de riscos preventiva:
    A colaboração entre o gerenciamento de vendas e segurança ajuda a identificar os riscos antecipadamente e a minimizá-los com as diretrizes do ESARIS. 
  • Processos livres de falhas:
    a integração de gerenciamento de serviços de TI e segurança de TI impede muitos problemas de segurança antecipadamente. Outros são solucionados de maneira rápida e sistemática. 
  • Desenvolvimento mais rápido de produtos:
    As abordagens de melhores práticas coletadas centralmente e claramente estruturadas economizam tempo e dinheiro no desenvolvimento de novos serviços ICT. Ao mesmo tempo, ESARIS aumenta a segurança e, assim, a qualidade, já durante a fase de design.
  • Auditorias eficientes:
    padrões arquivados centralmente e fáceis de pesquisar.
  • Segurança garantida:
    registro de vulnerabilidades e patches usados, assim como atualização sistemática de componentes ICT. 
  • Eliminação eficiente de problemas:
    pesquisa mais fácil de erros graças à biblioteca estruturada.
  • Suporte à produção industrial:
    base para a discussão e contratos com clientes e fornecedores. 

As vantagens do hosting clássico de sistemas legados de TI

  • Pacotes prontos de hardware, software e licenças
  • Infraestrutura segura, altamente disponível e gerenciada
  • Mais flexibilidade com custos visivelmente menores (Open ao invés de Capex)
  • Alta qualidade constante e tecnologia moderna
  • Segurança ponta a ponta
  • Recursos de hosting no mundo todo


Ecossistema digital

Para se preparar para o futuro, as empresas precisam de quatro componentes: Conectividade, Cloud & Infraestrutura de TI, Segurança e Digital. Algumas empresas são orientadas ainda com relação a sistemas de TI tradicionais e TI de legado. Apesar da transformação digital, você precisa de serviços tradicionais de hospedagem.

Sobre a nossa estratégia

Estamos ansiosos para te ajudar com seu projeto!

É um prazer disponibilizar os especialistas adequados para você e responder às suas dúvidas sobre o planejamento, implementação e manutenção dos seus planos de digitalização. Entre em contato conosco!