Data Center LAN
LAN Solução

Managed data center LANs

LANs em um Data center precisam ser redesenhadas para controlar a virtualização e a computação em nuvem

  • Rede Ethernet em Data Center
  • Portas de Ethernet de 1/10 Gbps (ótica ou elétrica)
  • Design baseado em “tecidos de Ethernet”
  • Topologias sem redundância para data centers de menor escala
Fale conosco
info.security[at]t-systems.com
T-Systems do Brasil

Fale com nossos especialistas

Padronizando e gerenciando LANs de data center com Ethernet

Súbito aumento no tráfego de dados, virtualização e cloud computing: empresas que operam seus próprios data centers normalmente responde a esses desafios adicionando ou trocando componentes da infraestrutura de TI. Contudo, essas tendências também impactam as LANs dos data centers, exigindo a implementação de uma infraestrutura com funções especiais – um problema que é comumente ignorado.
Provavelmente, o melhor caminho para preparar as LANs do data center para a virtualização e otimização de trabalho é migrar para o protocolo DCE (Data Center Ethernet). Redes DCE criam links de alto desempenho por todo o data center. Elas auxiliam operadores na redução de custos, consolidação de recursos de rede e na implementação de uma arquitetura homogênea que entrega flexibilidade, escalabilidade e abertura.
A T-Systems oferece o serviço de gerenciamento de LAN de data center baseado na Ethernet. Esse é o caminho ideal para oferecer redes para data centers corporativos já harmonizados. Todas as tecnologias empregadas na LAN foram testadas pela T-Systems em seus próprios data centers – todos padronizados para a nuvem. O serviço é cobrado por porta utilizada.

Especificações Técnicas:

Redes de Data Center via Ethernet
  • Infraestrutura mutante de Ethernet dentro do ambiente do data center
Redes em DCE para design convencional
  • Topologias sem redundância para data centers de menor escala
  • Conectividade em duas ou três camadas
Redes em DCE para design “em tecido”
  • Tecnologias de “tecido de Ethernet” asseguram maior desempenho e escalabilidade
  • Conectividade em duas ou três camadas
  • Total concordância com padrões FCoE (fiber channel over Ethernet) e DCB (data center bridging)
  • 1 Gbps SFP
  • 1 Gbps RJ45
  • 10 Gbps SFP
  • 10 Gbps RJ45
  • 40 Gbps (QSFP)

Redes de Ethernet gerenciadas para data centers

You might also be interested in
A era do cloud traz aos data centers uma série de novos desafios. Os seus recursos tecnológicos devem ser significativamente expandidos a fim de obterem a rápida provisão de serviços de alta qualidade. A virtualização abre caminho para a rápida integração e entrega de serviços de alta qualidade. Porém, a LAN de um data center comumente apresenta gargalos. Ambientes virtualizados exigem uma rede extremamente flexível, e a computação em nuvem descarrega seu peso nas arquiteturas convencionais de LAN.

Redes heterogêneas

Arquiteturas tradicionais que comprimem acesso, agregação e camadas centralizadas não mais atendem às demandas dos data centers atuais. A maior parte da carga posicionada sobre a LAN não é vertical mas sim horizontal: entre os servidores ou entre sistemas de armazenamento. Infraestruturas de legado que abracem uma grande quantidade de componentes requerem um enorme esforço de manutenção. Frequentemente, a falta de padronização significa que cada componente de LAN deve ser gerenciado separadamente, o que traz um alto custo, consome muito tempo e é propenso a erros.

LANs ineficientes com a transparência inadequada

LANs de data centers devem agora entregar um desempenho ainda maior. Mas muitos operadores, ao considerar essas redes “tecnologicamente desinteressantes”, as negligenciam. O resultado disso é, geralmente, uma mistura de hardware incompatível e uma quantidade muito diversa de ferramentas de gerenciamento e monitoramento. Sob estas circunstâncias, eficiência e automação tornam-se inatingíveis. Sempre que novos sistemas são implementados, os administradores de rede enfrentam questões complicadas: como os componentes da LAN podem ser harmonizados dentro da rede atual, e como os novos sistemas vão impactar a interoperabilidade entre ditos componentes?

Os benefícios da padronização

Pensando nisso, as LANs de um data center devem ser baseadas em uma arquitetura homogênea, consistente, ao mesmo tempo flexível e eficiente em sua operação. Como parte da arquitetura Managed LAN Services (MLS), isso tudo é obtido por meio de um design modular de rede. O objetivo é minimizar a complexidade da rede e suas características exclusivas sem afetar a sua capacidade de atender a demandas mais específicas.

Ethernet em Gigabits

As redes de hoje estão rapidamente sendo substituídas por redes de Ethernet de 10 Gigabits (10GbE), que oferece suporte a diversos ambientes de data center com uma série de interfaces neste conceito. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é a opção de escalabilidade para até 40 Gbit/s e 100 Gigabits de Ethernet. A primeira é mais indicada, por exemplo, para as camadas centrais e de agregação das arquiteturas de data center, além de ambientes que trazem desvios e disjuntores do modelo top of the rack.

Related topics