Executivo na frente de prédios de escritórios

Governança corporativa – por convicção

Nossos princípios éticos

Nossos padrões são altos...

...para nós mesmos, para nossas ações e conduta. Isso vale tanto para nossa diretoria quanto para nossos 37.500 mil funcionários em todo o mundo.

O que significa boa governança corporativa para nós?

Executivo sorrindo no escritório diante de colegas

Acreditamos firmemente que, como empresa, fortalecemos a confiança de nossos acionistas, partes interessadas e parceiros de negócios quando cumprimos e vigiamos princípios éticos, morais (código de conduta), padrões legais e normas de compliance. Por isso, a T-Systems segue princípios detalhados da boa governança corporativa (Corporate Governance). Entre eles estão a transparência, as normas contabilísticas, respeito às regras e padrões éticos. Esses princípios correspondem aos enquadramentos legais, cumprem os requisitos da nossa matriz, a Deutsche Telekom AG, e do público geral. Governança corporativa para nós significa apresentar relatórios financeiros transparentes, dirigir a participação de forma efetiva, implementar as políticas e regras em sua plenitude, explorar o desenvolvimento do negócio de forma sustentável, nos pautar pela ética e integridade e promover o comprometimento.

Esses princípios da governança corporativa nos permitem:

  • Garantir elevados padrões de qualidade e segurança na empresa
  • Oferecer produtos e serviços com mais de 100 participações em mais de 20 países
  • Alcançar o sucesso econômico sustentável junto com nossos parceiros

A base para a boa governança corporativa na T-Systems é formada pelas Regras de Governança Corporativa da Deutsche Telekom, o Código de Conduta, a missão do grupo, os objetivos ambientais das divisões e os balanços financeiros, ambientais e sociais. Além disso, nós assumimos a responsabilidade ética, por exemplo, através do patrocínio esportivo e cultural, do engajamento social ou da promoção da educação através da Fundação Telekom.
 

Os padrões elevados também valem para nossos parceiros

Um executivo e uma executiva no escritório

Para nós, a governança corporativa não termina nos limites da nossa empresa. Nós nos empenhamos para que nossos fornecedores e parceiros também cumpram todas as determinações legais e normas éticas e apliquem internamente os mesmos padrões elevados que nós.

A T-Systems aprovou, com base em seu Estatuto Social e um Código de Conduta criado por ela mesma, as normas de conduta e padrões éticos para a empresa e seus colaboradores em todo o mundo. Nossa expectativa é que nossos fornecedores, investidores e parceiros de negócios sigam códigos de conduta semelhantes e se comprometam a respeitar os estatutos sociais.

Nosso objetivo comum é criar valor para as pessoas através de produtos e serviços inovadores e confiáveis. Através de nossa missão, nós promovemos integridade e excelência no desempenho. Quando necessário, penalizamos condutas inadequadas de forma rigorosa e precisa. Dessa forma, nós alcançamos o sucesso e cumprimos com nossa responsabilidade.

Governança corporativa em nossos clientes

Com nossa ajuda, nossos clientes podem se concentrar de forma mais flexível na sua atividade principal. Pois nós apoiamos você com todos os nossos serviços, mesmo quando o assunto for governança corporativa.

Executivo sorridente explica algo para os colegas em gestos

Governança de TI é governança corporativa

Com uma infraestrutura global de datacenters e redes, a T-Systems opera a Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) para grupos multinacionais e instituições públicas.

A T-Systems ajuda você a implementar e cumprir suas regras e normas de governança corporativa com facilidade. A governança de TI é parte indubitável disso. Pois nós sabemos que a confiança em seus parceiros de negócios é muito importante no outsourcing dos serviços TIC. Afinal, as regras de governança corporativa – por exemplo, a lei americana Sarbanes-Oxley – exigem determinados processos corporativos e de controle que devem ser cumpridos e comprovados pela empresa correspondente. E essa cadeia de verificações se estende ao provedor TIC e seus fornecedores.

Governança de TI através de auditoria

O cumprimento das exigências da Lei Sarbanes-Oxley é documentado em datacenters selecionados em um relatório conhecido como SAS70 Type II Report (SAS = Statement on Auditing Standards). Ele cobre por padrão a infraestrutura básica dos sistemas de TI. Nossos auditores o criam anualmente após as auditorias e nós o disponibilizamos para os clientes. Em complemento ao relatório, nós realizamos outros controles individuais que servem ao Compliance. O setor público e as pequenas e médias empresas, para os quais as regras de governança corporativa ainda são apenas recomendadas, também se beneficiam desse alto nível de qualidade.

Sem esquecer a proteção do meio ambiente com a governança de TI

A sustentabilidade também é importante para a área de TI. O respeito às metas ambientais também contribui para a governança corporativa. A T-Systems apoia você e seus gerentes de TI na busca pelas metas comerciais na empresa de forma sustentável. Afinal, nossos princípios incluem o desenvolvimento tanto de soluções de TIC sustentáveis e atenuadoras dos efeitos para o meio-ambiente (Green IT) quanto de demonstrações quantificadas. Os custos econômicos e ecológicos são reduzidos através da gestão inteligente de dados e a comunicação em tempo real baseada em TI. Apesar de todos os mecanismos de controle e processos de avaliação, nós não esquecemos o fator humano. Caso você perceba irregularidades ou condutas inadequadas nas relações comerciais, pedimos que as comunique no nosso portal da ouvidoria. Isso, em conjunto com a governança de TI, também conta para nós como governança corporativa e como requisito para uma relação duradoura e de sucesso com nossos clientes.

Estamos ansiosos para te ajudar com seu projeto!

É um prazer disponibilizar os especialistas adequados para você e responder às suas dúvidas sobre o planejamento, implementação e manutenção dos seus planos de digitalização. Entre em contato conosco!

Portal da ouvidoria

Para nós, é muito importante estar à altura de nossos elevados padrões também no dia a dia, ou seja, nas relações comerciais e nos serviços. Caso isso não seja possível, pedimos expressamente por um feedback, seja ele de clientes, funcionários, parceiros de negócios ou outras partes interessadas. Para isso nós criamos um portal de ouvidoria através do qual você pode, mesmo anonimamente, submeter reclamações sobre contabilidade, auditoria e todos os demais assuntos. Nós cuidaremos de todas as submissões.

Período de transição para a proporção de mulheres

Declaração sobre as determinações e realização das metas até o fim do primeiro período de implementação para a proporção de mulheres no conselho administrativo, na diretoria executiva e nos dois níveis de liderança abaixo da diretoria executiva.

Conforme § 36 e § 52, parágrafo 2 GmbHG

Por força da “Lei de Participação Igualitária de Mulheres e Homens em Posições de Liderança no Setor Privado e Público” é obrigatório determinar critérios objetivos alternados para a proporção de mulheres no conselho administrativo, na diretoria executiva e nos dois níveis de liderança abaixo da diretoria executiva bem como prazos para sua implementação. Ao fim de cada prazo de implementação deve-se apresentar os resultados da concretização das metas.

Os órgãos responsáveis pela implementação das determinações legais determinaram os critérios objetivos e os prazos de implementação para [a empresa]. O primeiro prazo de implementação já venceu. As determinações e o relatório sobre a realização das metas ao fim do primeiro período de implementação podem ser acessados na homepage da Deutsche Telekom AG.